A Câmara Municipal de Sete Barras concedeu Título de Cidadão Sete Barrense ao Sr. Noboru Noguti, em Sessão Solene realizada no ultimo sábado, 18 de dezembro, em comemoração aos 63 anos de Emancipação Política-Administrativa do Município.

A propositura e autoria do Vereador Aguinaldo Jorge da Silva foi aprovada por unanimidade, a honraria enaltece todas as ações e conduta de vida do homenageado em benefício a Sete Barras e dedicação a família e amigos.

Histórico:

Senhor Noboru Noguti, casado, comerciante e pai de 5 filhos, nasceu em Birigui/SP, no dia 12 de julho de 1936. Katsugo Noguti e Hamano Noguti, ambos imigrantes japoneses chegaram ao Brasil em 1932, motivados pela oportunidade de trabalhar nas promissoras lavouras de café. As dificuldades no sistema de trabalho arrendatário foram muitas e assim a necessidade de migrar Brasil a fora se tornou cada vez mais inevitável. As constantes mudanças de cidades na busca por melhores condições de vida impossibilitou que o Sr. Noboru pudesse prosseguir com seus estudos.

Em 1955, a família Noguti se mudou para o município de Sete Barras, no Bairro Formoso, e aqui se fixaram, trabalhando no cultivo de café e posteriormente de chá e abacaxi.

Em 1965, casou-se com Sumiko Noguti e permaneceu no Bairro Formoso cultivando jiló, sua única fonte de renda. Por conta das dificuldades financeiras, em 1970 deixou esposa e na época 3 filhos na casa dos sogros e foi para a cidade trabalhar como funcionário do bar no Posto Hashimoto. Esse período foi marcado também por um episódio histórico: A presença de militares no bairro em busca de Carlos Lamarca. Assim, somente após 6 meses pode se reunir novamente a família.

Sua esposa passou a produzir salgados para complementar à renda e anos mais tarde graças ao incentivo da Sra, Eliza Yamane (in memorian), negociou a compra de um terreno no centro da cidade, onde reside até hoje.

Em 1975, contando com suporte e oportunidade oferecida pelo Sr. Empei Hiraide (in memorian), assumiu a mercearia próximo ao antigo porto e assim foi capaz de iniciar a construção da casa própria em 1978.

Estabeleceu-se na nova casa com a família em 1979 após a conclusão da obra, seguindo trabalhando durante a semana em sua própria mercearia e aos finais de semana com comércio ambulante na zona rural.

No entanto, novas dificuldades surgiram em julho de 1990 durante o Governo Collor e o Plano Cruzado. Com a esposa e a filha mais nova, foi ao Japão trabalhar como operário, permanecendo no exterior por 9 anos. O retorno ao Brasil aconteceu em agosto de 1999. Ficou durante 1 ano e meio em Ilha Comprida, retornando à Sete Barra em 2001, reabrindo seu comércio, que atualmente é conhecido como o famoso Bar do Noboru.

Pessoa de conduta exemplar demonstra em sua simplicidade a grandeza de seu caráter e de sua dignidade. Na gentileza de seus gestos de carinho, atenção, empatia e respeito, é reconhecido e admirado por todos.

Segundo relatos dos Srs. Heitor Teodoro Ribeiro, Roberto Hashimoto e Edmilson Roberto da Silva, o amigo Noboru Noguti é um membro atuante nas atividades sociais e membro participativo da Colônia Japonesa, tem em sua conduta, o ato de ajudar ao próximo, não medindo esforços para isso.