A Câmara Municipal de Sete Barras concedeu Título de Cidadão Sete Barrense ao Sr. Jonivaldo Oliveira Santos, em Sessão Solene realizada no ultimo sábado, 18 de dezembro, em comemoração aos 63 anos de Emancipação Política-Administrativa do Município.
A propositura e autoria do Vereador e Presidente da Câmara Renan Fudalli Martins foi aprovada por unanimidade, a honraria é o reconhecimento de uma vida dedicada aos bons préstimos ao município e o histórico de vida e dedicação aos familiares e amigos.

Histórico:
O Sr. Jonivaldo Oliveira Santos nascido no ano de 1957 na cidade Frei Serafim, Estado de Minas Gerais, filho de Penina Lima de Oliveira e Osvaldo de Oliveira Santo, sendo seu Pai Tropeiro e conhecido em toda a região, ficou sabendo da fama do Vale do Ribeira, em suas terras férteis e muita água, não teve dúvidas e veio sozinho arriscar a sorte em 1965, chegando aqui se apresentou como mineiro e a boa fama de trabalhador.
Logo foi trabalhar na fazenda do Senhor Dito Paulo, em 1969, em pleno sábado de Aleluia, Dona Penina chegou com 3 filhos e aqui permanecem até os dias de hoje.
Jonivaldo que na época tinha apenas 12 anos vendia verduras na cidade que eram cultivadas por sua mãe, juntando dinheiro e comprando a primeira bicicleta. Aos 14 anos foi contratado pelo Banco Bradesco como Artífice Menor, aos 16 anos passou a contínuo menor, um ano depois já ocupada o cargo de escriturário, aos 18 anos já exercia as atividades como caixa executivo, em seus 21 anos se tornaria chefe de expediente, assim sendo assumiu o cargo de Subgerente da Agência permanecendo até seus 30 anos.
A Agência Bancária na época tinha inúmeros funcionários, com o crescimento da produção de Banana no Município o sistema financeiro bancário estava bem fomentado, adquirindo experiência se desligou Banco e ingressou na IAP (Indústria de Fertilizantes), como supervisor de área se dedicando por 5 anos, onde prestava serviços na área.
Aos 22 anos casou-se com Ana Rosa Santos com quem teve três filhos (2 meninos e 1 menina), formando uma família exemplar, sempre vinculado a fé religiosa e atuantes na Comunidade Católica do Município.
Aos 35 anos adquiriu uma propriedade rural e tornou-se bananeiro, trabalhando na compra e venda de bananas, gerando empregos e oportunidades aos profissionais como embaladores e transportadores do produto. Hoje já aposentando é criador de bubalinos e cuida da sua propriedade Rural.
Além de ser um homem exemplar na conduta de vida junto a família, sempre exerceu atividades sociais no Município, sempre envolvido em inúmeros eventos sociais, é um dos líderes da Comunidade São João Batista sendo pioneiro na Organização da Festa de São João Batista (Padroeiro do Munícipio), uma das principais festa religiosa da nossa Região, além de ter participação ativa no Terço dos Homens.